Vidro Laminado

O vidro laminado é um vidro de segurança composto de duas ou mais lâminas de vidro fortemente interligadas, sob calor e pressão, por uma ou mais camadas de Polivinil Butiral muito resistente e flexível, formando uma estrutura capaz de suportar os mais violentos impactos. Mesmo que se rompa, garante a inviolabilidade do vão.

O tipo mais usado para arquitetura, em paredes divisórias, portas, janelas, vitrines, visores, clarabóias, entrada de luz, etc, é o laminado constituído de duas lâminas de vidro e uma camada de Polivinil Butiral.

O número de lâminas de vidro de Polivinil Butiral pode ser especificado, o que confere ao laminado versatilidade para as mais diversas situações, conforme as exigências de segurança e isolamento térmico.

O tipo de alta resistência contra impacto e penetrações pode ter 4 ou mais lâminas de vidro e 3 ou mais camadas de Polivinil Butiral.

Em caso de quebra do vidro laminado, os fragmentos ficam presos ao butiral, minimizados os riscos de lacerações.

Curiosidade: O vidro laminado foi inventado em 1903 pelo químico francês Edouard Benedictus, inspirado por um acidente em seu laboratório.

A primeira utilização generalizada de vidro laminado foi nas máscaras de gás durante a Primeira Guerra Mundial.

Vidro Temperado

O seu processo de fabricação consiste no aquecimento da matéria-prima (cristal ou vidro impresso) à temperatura de 650/700ºC, recebendo logo após, choque térmico provocado por jatos de ar. Esta brusca mudança de temperatura gera uma compressão das faces externas e expansão na parte interna, adquirindo neste processo características de resistência muito maior do que as do vidro comum.

 O vidro é cortado na forma e tamanhos desejados, em seguida vem a lapidação depois os recortes e furos necessários.

Feitas estas operações a peça é então levada ao processo de têmpera.

Depois do processo de têmpera o vidro temperado não pode ser cortado nem maquinado.

O vidro temperado termicamente é aproximadamente quatro vezes mais resistente que um vidro monolítico com mesma espessura e configuração.

É considerado vidro de segurança sendo utilizado em portas, instalações autoportantes, divisórias interiores, automóveis, etc.

Quando este tipo de vidro parte, fragmenta-se em pequenas partes que não constituem qualquer tipo de perigo.

Vidros Esmaltados

São produzidos através da aplicação de esmaltes vitrificáveis em cores lisas ou decoradas, fundidos durante o processo de têmpera sobre a superfície do vidro, permanecendo inalterável e irremovível.

Scroll Up